Skype


Que eu adoro o Skype e sou praticamente uma evangelista do programa/serviço, não é segredo para ninguém. Uso Skype há muitos anos, seguramente mais de 3. Tenho números SkypeIn no Brasil e EUA para fins profissionais e pessoais. Já experimentei praticamente todos os serviços disponíveis para usuários no Brasil. Skype faz parte do meu dia-a-dia.

Mês passado resolvi contratar um dos novos planos de assinatura deles, lançados em Maio deste ano. Atualmente são 3 os planos disponíveis:

Brasil 400 – R$14.95/mês
400 minutos em chamadas mensais para telefones fixos no Brasil.

Mundo 400 – R$24.95/mês
400 minutos em chamadas mensais para telefones fixos no Brasil e 34 países no mundo (inclui celulares em alguns países, incluindo Canadá e EUA)

Mundo Ilimitado – R$22.95/mês
Chamadas ilimitadas para telefones fixos em 34 países no mundo (exceto Brasil) – também inclui chamadas para celulares em alguns países.

Como faço muitas ligações internacionais, o plano mais adequado para mim foi o Mundo 400. Infelizmente o Mundo Ilimitado não permite ligações para o Brasil. Se este fosse o caso, teria contratado este ao invés do Mundo 400.

Depois do primeiro mês de testes, resolvi manter o serviço. Fiz várias ligações interurbanas e internacionais, acompanhando a utilização dos minutos pela minha conta. Isso reduziu bastante o consumo de créditos que eu comprava mensalmente e resultou em uma boa economia nas contas de telefone fixo e celular.

As assinaturas vêm acompanhadas de voicemail (secretária eletrônica) e um número SkypeIn (chamado agora de “online number”). E também um número Skype to Go, mas infelizmente isso não está disponível no Brasil por enquanto. No meu caso, que já uso tantos outros serviços que tenho secretária eletrônica ativa por meses a perder de vista e vários números SkypeIn, isso não fez muita diferença. Mas são serviços adicionais interessantes para quem está considerando contratar uma assinatura.

Em resumo, estou muito satisfeita. Skype só dá bola dentro, com raríssimas exceções (Skype Pro sendo a única que me vem à cabeça…).

Interessados em experimentar os planos de assinatura, podem contratá-los neste link. Há opções de assinaturas por 1, 3 ou 12 meses. Lembre-se apenas que os minutos não utilizados não são acumulados para o mês seguinte. E se ficou alguma dúvida, tem o FAQ em inglês aqui e mais alguns detalhes no meu artigo no Meio Bit publicado quando o serviço foi lançado.

[5] Comentários 

Que o Skype foi e continua sendo uma revolução em VoIP (e na telefonia, de uma forma geral) todo mundo sabe. Qualquer pessoa utilizando Skype no dia-a-dia acaba economizando bastante em conta de telefone, mesmo utilizando o SkypeOut (comprando créditos para pagar por ligações), pois as tarifas são muito competitivas. Nas ligações internacionais as diferenças são brutais, ligando do Brasil para os Estados Unidos, por exemplo, paga-se US$ 0,021 o minuto. As versões mais recentes do Skype trouxeram uma infinidade de funcionalidades novas e interessantes. Isso sem falar nos outros serviços, como o Skype Pro (lançado recentemente), os Skypecasts, o SkypeIn, etc. Quem se dá ao trabalho de explorar todas as possibilidades do Skype se apaixona e descobre uma infinidade de usos para o programa e para os serviços oferecidos.

Mas, apesar de tudo isso, como já diz o ditado, nada é bom demais que não possa ser melhorado e não demorou muito até que alguém sentisse a necessidade de gravar ligações através do Skype. As necessidades são diversas: gravar um podcast, uma entrevista por telefone, um Skypecast, uma conversa em que muitos detalhes sobre algo são discutidos
e a gravação serve depois para referência, garantia de acordos verbais (desde que ambas as partes estejam cientes e de acordo com a gravação da conversa, pois vale lembrar que gravar uma ligação telefônica sem a autorização e o consentimento da outra parte se não me engano é ilegal), etc…

No início as soluções encontradas eram bem ao estilo “jeitinho brasileiro”, gambiarras. Conforme a coisa foi evoluindo, começaram a surgir alguns programinhas com esta finalidade, alguns com funcionamento externo ao Skype, outros mais com jeito de plugin. Com a introdução dos Skype Extras, plugins específicos como o Pamela (review abaixo) ficaram acessíveis através do próprio programa inclusive.

Como eu imagino que muita gente possa estar procurando uma solução para gravação de ligações/conversas no Skype e eu já andei fazendo muitas pesquisas, resolvi compilar alguns dos programas/plugins que encontrei. Eu não testei todos, então teste por sua própria conta e risco. Já aviso que a maioria dos programas é pago, mas existem versões gratuitas de alguns deles (com algumas limitações), versões trial e existe também uma opção totalmente gratuita. Seguem as dicas:

MX Skype Recorder

Até alguns meses atrás existia uma versão gratuita que gravava apenas ligações do Skype por tempo indeterminado. Hoje em dia a versão gratuita não está mais disponível no site, você pode baixar o programa e testar gratuitamente por 30 dias, mas o limite de tempo de gravação é de 5 minutos. As versões disponíveis são Standard e Professional, custando US$ 14,95 e US$ 24,95, respectivamente. Grava também ligações feitas através de outros programas que utilizam VoIP, como o Google Talk e o Yahoo Messenger. Não sei qual é o formato utilizado durante a gravação, mas quando a conversa termina, o programa automaticamente faz a conversão para MP3 (às vezes é preciso reiniciar o MX Skype Recorder e o Skype para a compressão ser finalizada, mas nem sempre isso acontece) ou WAV. Você pode optar por iniciar a gravação manualmente ou configurar o programa para gravar automaticamente toda e qualquer ligação feita ou recebida. Funciona em modo visível ou em “spy mode” e permite a utilização de uma senha para uso do programa, além de oferecer possibilidade de gravação em um ou dois canais. Eu fiz o download do MX Recorder quando era ainda gratuito e sem limitações, então é este que utilizo atualmente. Funciona perfeitamente, então este eu posso recomendar por experiência pessoal. A qualidade da gravação é excelente, o programa é leve e simples de usar. Aliás, esta é uma opção para quem busca simplicidade, pois a única coisa que o programa faz é realmente gravar as conversas e nada mais. Até mesmo a tela de opções é bem simples, com poucas configurações. Tem um vídeo no YouTube mostrando um pouco da versão paga do programa, que é pouca coisa diferente da que eu uso.

Pamela

Acessível através dos Extras no próprio Skype, o Pamela tem várias versões disponíveis, sendo uma delas gratuita (e evidentemente com as suas limitações). Além de gravar ligações, este plugin traz também uma série de outras funcionalidades opcionais que você habilita se quiser, tais como secretária eletrônica, mensagens automáticas de voz e de texto, tocar sons e/ou músicas para a outra pessoa durante a conversa, entre outras. Eu li que a versão Professional possibilita inclusive que você faça gravações de voz mesmo não estando com o Skype conectado e, fazendo a configuração correta, o próprio programa se encarrega de postar o áudio no seu blog. Eu nunca consegui acessar o site deles para pegar todas as informações, então não tenho como detalhar as limitações e/ou funcionalidades da versão gratuita (além das que já citei acima com base em material que encontrei em outros blogs e no site do Skype), muito embora tenha conseguido instalar o plugin através dos Extras no Skype. Mas em teoria a tabela comparativa das opções está neste link. Na parte de Extras do site do Skype, podem ser encontradas nada menos do que 5 versões: Freeware Basic Version, MP3 Call Recorder, Standard Version, Business Version, e Professional Version, sendo que nestes links também não fica clara a diferença entre elas, mas neste link tem um pouco mais de informação, incluindo uma lista de funcionalidades. Eu instalei (sabe lá Deus quais das versões) mas ainda não testei o suficiente para dizer se funciona direitinho ou não. Só tentei tocar músicas durante uma ligação e a pessoa do outro lado não conseguiu ouvir direito. Além disso, para tocar sons e músicas durante uma conversa, você tem que importar pastas ou arquivos para dentro do Pamela. A importação de pastas funcionou direitinho, mas a importação de arquivos individuais derrubou o programa nas minhas 3 tentativas. Apesar disso, eu ouço falar muito bem do Pamela, aparentemente tem muita gente usando sem problema nenhum, mas o fato de eu nunca conseguir acessar o site e de a minha breve experiência até o presente momento com este plugin não ter sido lá muito satisfatória (isso sem falar na dificuldade de identificar as funcionalidades de cada versão), me deixa pessoalmente um pouco com o pé atrás com este plugin. Mas, é o mais polular, tem um pacote de funções bem bacanas e a versão MP3 Call Recorder aparece no site como certificada pelo Skype (embora o selo não apareça nas outras versões).

KishKish Sam

Este é um programa completo e completamente gratuito. Grava qualquer tipo de ligação em 2 canais (stereo) e ainda de quebra faz uma gracinha incluindo um “detector de mentiras” – que não necessariamente deva ser levado a sério, mas eu sinceramente não testei. ;-) Grava no formato MP3, tem secretária eletrônica flexível com várias funções, permite o envio de recados de voz para o seu email, tem funções de auto-resposta, opção de auto rejeição de chamadas em espera, grava as informações completas de cada gravação, tais como quem ligou, horário, duração da chamada, etc. A única funcionalidade que falta neste programa na minha opinião é a habilidade de tocar sons e músicas durante uma ligação, mas o pacote de funcionalidades dele é bastante atrativo, especialmente considerando que é totalmente gratuito. A interface é bem feitinha, é “Skype Certified” e embora eu ainda não tenha testado pessoalmente (ainda, pois pretendo testar em breve), me parece uma excelente opção. Só não encontrei no site a informação sobre limitações no tempo de gravação, mas acredito que não existam. Tem também um vídeo no YouTube sobre este programa mostrando algumas das funcionalidades e configurações possíveis, algumas coisinhas que não detalhei aqui. Vale a pena conferir.

PowerGramo Skype Recorder

Quando instalado, as funcionalidades são integradas à interface do Skype. Não é exatamente um plugin, mas também não é um programa que funciona completamente independente do Skype, como é o caso do MX Skype Recorder. A versão gratuita é até bem completa, evidentemente tem algumas limitações, mas se você quiser gravar uma conversa de Skype para Skype, não há limitação de tempo de gravação na versão free, o que torna este programa bem interessante para quem quer gravar entrevistas ou fazer podcasts com mais de um participante, ambos/todos utilizando Skype. As principais funcionalidades da versão da versão paga, que custa US$ 24,95 estão presentes com algumas limitações na versão gratuita. Se você estiver disposto a pagar este valor para registrar o produto, tem acesso a todas as funções, tais como: gravação de qualquer tipo de ligação (SkypeIn, SkypeOut, Skypecasts, conferências e Skype para Skype), eliminação de ruídos, gravações acessíveis pelo próprio Skype (podendo ser facilmente exportadas para arquivos no formato MP3), anotações ao longo da conversa, secretária eletrônica flexível através de esquemas configuráveis (limitados a 3 na versão gratuita), tocar áudio para ser ouvido pelo(s) outro(s) intelocutor(es), encriptação das conversas e proteção por senha (não disponível na versão gratuita) e muitas outras. Confira a tabela comparativa das versões aqui para ter uma idéia melhor. Neste link tem alguns screenshots, faça o download aqui e este link é para comprar o programa. Neste site tem um link para um outro site oferecendo um produto ainda mais completo, que grava não só conversas de Skype mas de qualquer outro programa de VoIP, aparentemente com as mesmas funcionalidades do PowerGramo, mais algumas que o PowerGramo não tem, incluindo um PC recorder de uso geral para podcasts, que funciona também como player. Não sei se o fabricante é o mesmo, mas tudo indica que sim, embora os sites sejam separados. Não testei nenhum dos dois, mas pretendo testar. Esta também me parece uma opção interessante.

CallBurner

É também um programa “standalone” pago (com um preço mais salgadinho de US$ 49,95) e com versão trial de 14 dias. Grava diretamente no formato MP3, você escolhe se quer que todas as ligações sejam gravadas automaticamente ou não, tem a opção de gravação no formato WAV, de gravar cada lado da conversa em um arquivo separado e converte voicemails do Skype para MP3 ou WAV.

Hot Recorder

A versão gratuita grava apenas 2 minutos de conversa. A versão paga (Premium), que custa US$ 14,95, não limita o tempo de gravação. Este programa também oferece secretária eletrônica (não só para o Skype, mas também para o Google Talk), conversão de formatos de áudio, emotionsounds e aparentemente funciona com vários programas de VoIP e não somente com o Skype. Este eu não testei.

i-Sound WMA MP3 Recorder

Este é um programa totalmente independente do Skype, inclusive não foi feito com o propósito de gravar ligações de VoIP especificamente, mas sim de gravar todo e qualquer áudio de fonte interna (do seu computador) ou externa. Eu tenho este programa e uso para outras finalidades, pois ele permite mixagem simultânea da entrada do microfone com outros sons ou músicas, gravação de sons em streaming em vários formatos – e em horários pré-definidos, inclusive – conversão de áudio analógico para digital (de fitas cassete e discos de vinil, por exemplo) e tudo isso em vários formatos: MP3, OGG, WMA, WAV, APE. Tem também um player embutido. É um verdadeiro studio de gravação e é um excelente programa. Não é gratuito, mas tem versão trial que roda completa por um período. Como eu disse, não é um programa feito especificamente para gravar conversas de VoIP, mas serve perfeitamente a este propósito, com a vantagem da qualidade de gravação ser excepcional, tornando este programa uma boa opção para quem precisa de um produto final de qualidade superior. Se você tiver problemas para gravar conversas do Skype, basta desmarcar a opção de ajuste automático de áudio nas configurações do Skype e também verificar se nas propriedades de áudio do Windows o seu microfone não está com a opção “sem áudio” marcada. O preço do i-Sound MP3 WMA Recorder Pro é US$ 29,95 e você pode fazer o download da versão trial gratuitamente neste link.

Para quem usa MAC, eu sei deste programa chamado Call Recorder. Deve haver outros, mas eu não pesquisei.

Bem, é isso pessoal. Se alguém souber de mais algum programa para indicar deixe nos comentários, ok? Bom domingo! :-)

11/06/2007 (Edit): Recebi hoje um email do Evoca (quem não conhece o serviço, leia aqui sobre ele) informando que através de uma parceria com o Skype, a partir de agora eles estão oferecendo serviço de gravação de chamadas pelo site. Funciona assim: você se cadastra no Evoca.com, adiciona o usuário deles à sua lista de contatos do Skype e cadastra seu nome de usuário de Skype na sua conta do Evoca.com. Quando quiser gravar uma conversa, é só adicionar o usuário deles à ligação. Da primeira vez, se você ainda não estiver cadastrado no site, você recebe um aviso pra fazer seu cadastro. Durante a chamada você também recebe mensagens de texto automáticas com orientações. Você pode gravar até 15 minutos de graça pelo sistema deles, para aumentar este tempo tem que assinar uma conta Pro. Depois que a conversa é gravada, basta excluir o usuário deles da ligação ou simplesmente desligar. Você então receberá uma mensagem de texto pelo Skype com um link para fazer o download do arquivo (em MP3) e tem até mesmo a opção de receber uma transcrição da conversa (mas este serviço é pago, obviamente – você tem a opção de requisitar ou não a transcrição após a gravação da conversa). O arquivo também fica salvo no site deles dentro da sua conta, podendo ser acessado por outras pessoas (como a pessoa que estava falando com você) ou então guardado como arquivo privado – de acordo com a sua preferência. O status padrão do arquivo é “privado”, ou seja, só você pode baixar ou ouvir, mas você pode alterar para público ou então você pode enviar o link por email para pessoas específicas terem acesso. Como o site oferece um player, pode-se ouvir a gravação pelo próprio site sem necessidade de baixar o arquivo. Achei esta uma boa opção nos seguintes casos:

  1. Pra quem quer gravar uma ou outra conversa só e não está disposto a comprar um programa para esta finalidade, já que vai usar muito pouco.
  2. Pra quem não quer instalar um programa no computador e prefere usar um serviço remoto, economizando espaço em disco.

Pra quem quer gravar conversas o tempo todo esta não é a melhor opção, pois pelo que eu entendi, depois de usar os 15 minutos a que cada conta/usuário tem direito, você tem que pagar se quiser continuar gravando ou se quiser gravar outras conversas. Em outras palavras, parece que estes 15 minutos são totais (ou seja, não zeram uma vez por mês por exemplo, são 15 minutos por conta e ponto final). A conta Pro custa US$ 15,00 por trimestre e dá direito a 180 minutos de gravação e você pode comprar mais pacotes de 180 minutos se quiser. Mais informações aqui.

[5] Comentários 

Eu falei na semana passada sobre o Chat Show (antes chamado de Skypecast da Segundona), o Skypecast promovido às segundas-feiras à noite pela Rosana Hermann. Mas não expliquei exatamente do que se trata, então cumprindo a promessa que fiz no citado post, vou explicar.

O Skype lançou um serviço chamado Skypecast. Para colocar de forma simples, trata-se de um chat coletivo (por voz) liderado por um moderador. É uma ferramenta bem interessante e as possibilidades são infinitas, especialmente para comunidades – mas os Skypecasts, ainda em fase inicial, estão sendo usados para os mais diversos propósitos por pessoas de diferentes idiomas e países.

A Rosana começou a fazer estes Skypecasts algum tempo atrás, lançando temas para serem discutidos pelos participantes em bate-papos que duram em média aproximadamente duas horas. Em paralelo, ela abre uma sala de chat por texto, onde quem está sem microfone pode paticipar e conversar e, também, onde são colocados links para que as pessoas visitem. No caso do Chat Show, em geral a coisa é bem interativa, fazemos o que acabou ganhando o nome de “navegação em comboio”, descobrimos links interessantes juntos, compartilhamos informações. Algumas vezes, a Rosana lança “concursos” e premia alguns participantes.

Eu sou freqüentadora assídua (embora não tenha participado esta semana) e a gente acaba conhecendo as pessoas que costumam participar. Já discutimos temas como blogs, RSS, notícias, hábitos de navegação, etc. O tema da semana é sempre anunciado com antecedência, para que as pessoas possam sugerir links e a conversa já comece com algum conteúdo.

Ao que me consta, em breve teremos convidados para serem entrevistados nos Chat Shows. Promete ser divertido.

Se você nunca participou de um Skypecast na vida, pode se sentir um pouco perdido no começo, não saber como entrar, ficar inseguro quanto à dinâmica. Mas é tudo muito, muito simples. Então vou dar algumas dicas pra quem estiver a fim de participar mas não sabe por onde começar.

O que você precisa?

  • Skype instalado no seu computador – baixe aqui se você ainda não instalou.
  • Microfone com fones de ouvido ou caixinhas de som (para falar e ouvir, obviamente. Mas se não tiver microfone, pode só ouvir).

Como saber o tema da semana e o horário de início?
Fique de olho no blog http://share.skype.com/sites/brasil/, que é onde a Rosana posta todas estas informações.

Como efetivamente entrar no Skypecast?

Também no blog http://share.skype.com/sites/brasil/ a Rosana posta o link para entrar na sala – toda segunda-feira. Antes de mais nada, adicione-a à sua lista de contatos do Skype (isso será útil mais tarde), o username é rosanahermann.

Funciona assim:

  • Com o Skype aberto e no horário marcado, você entra no blog pelo browser e clica no link indicado no post – que provavelmente será o mais recente – anunciando o Skypecast do dia em questão.
  • Isso vai te levar para uma página de login do Skype onde você deve colocar seu usuário e senha.
  • Em seguida, aparece uma página mostrando o link para você entrar no Skypecast. Quando você clica neste link, pode ser que apareça um prompt na sua tela avisando que isso irá abrir o seu programa (o Skype). Provavelmente você já está com ele aberto, então, se isso acontecer, simplesmente confirme, clicando em “launch application” (acho que é isso, se não for exatamente isso é algo parecido).
  • Neste momento, o Skype começa a discar para um número – que é o número do Skypecast em questão. Quando a conexão for completada, será aberta uma janelinha mostrando quem já está na sala (se já houver alguém) e se o moderador está presente. Daí é só aguardar, caso a conversa ainda não tenha se iniciado, ou ouvir se a conversa já estiver em andamento.
  • Há a possibilidade de entrar em uma sala de chat por texto simultaneamente, explico abaixo.

A dinâmica dentro do Skypecast – especificamente do Chat Show:

A Rosana começa dando as boas-vindas ao pessoal que vai entrando na sala. Se você quer entrar também na sala de bate-papo por texto (aconselho a entrar), nos primeiros minutos, logo após entrar na sala de voz, envie uma mensagem de texto para a Rosana (de TEXTO, pessoal, não façam uma ligação para ela nesta hora, pois obviamente ela está ocupada com o Skypecast!) – pelo próprio Skype. Fazendo isso, ela vai te colocar na sala de texto, ou seja, você vai ficar com duas janelas abertas – e talvez uma terceira, se o seu Skype (lista de contatos) não estiver minimizado. Então, os primeiros minutos são destinados a dar as boas-vindas ao pessoal e a colocar todo mundo na sala de chat.

Em seguida, ela começa a falar sobre o tema da semana e começa a fazer perguntas para o pessoal responder, opinar, etc. Nesta hora, os microfones dos participantes estão fechados e ela abre individualmente o microfone da pessoa que for falar. Em geral, se houve alguma sugestão interessante postada nos comentários do blog, ela chama a pessoa que fez o comentário. Mas ao longo do Skypecast, praticamente todas as pessoas que estão na sala têm a oportunidade de falar. Isso pode acontecer de duas formas: ou ela faz uma pergunta direta a um ou mais participantes e abre seus respectivos microfones ou então ela pergunta se alguém gostaria de responder. Se você quer falar alguma coisa, se quer contribuir nesta hora, você pode pedir para que ela abra seu microfone. Existe um botãozinho na sala de voz para esta finalidade. Aí é só aguardar – pode acontecer de várias pessoas pedirem o microfone ao mesmo tempo, neste caso ela chama uma de cada vez.

Regrinhas básicas de comportamento que todo mundo deveria saber por bom-senso, mas nem todo mundo segue:

  • Não mande mensagens em PVT para a Rosana durante o Skypecast. Ela está moderando o evento, não vai ter condições de te responder e obviamente atrapalha bastante se janelinhas de bate-papo começarem a piscar na tela dela. Então, não faça isso.
  • Não liguem para ela pelo Skype durante o Skypecast. Pelo mesmo motivo acima, mas também porque isso pode derrubá-la da conexão com a sala de voz, interrompendo a brincadeira de todo mundo.
  • Se você quiser falar em PVT (por texto) com outro participante, fique à vontade. Se a pessoa vai te responder ou não é uma decisão dela, mas isso não interfere no andamento do Skypecast em si.
  • Ao falar, procure ser objeivo. Em média, há outras 40 pessoas na sala – às vezes mais – portanto, atenha-se ao propósito da resposta, mantenha o foco. Não resolva contar a história da sua vida. – Na verdade, eu nunca vi ninguém “abusando do seu tempo de microfone”, até hoje. Em todas as vezes em que participei, nunca vi isso acontecer, o pessoal sempre usa o bom-senso. Mas, não custa dar o toque pra quem nunca participou, não é?
  • Evite deixar ligada a TV ou som próximos ao computador se você estiver participando. Na hora em que seu microfone for aberto, todos poderão ouvir os sons à sua volta, então TV alta ou som podem atrapalhar a qualidade do som que as outas pessoas na sala ouvem quando você fala.

Algumas informações/dúvidas adicionais:

  • O Skypecast é gratuito, você não paga nada para participar nem pela ligação.
  • A sala comporta até cem pessoas. Nas vezes em que participei, em média havia 40 pessoas.
  • Você pode ficar o tempo que quiser, pode entrar no meio, sair antes do final, como quiser. Mas, obviamente, o legal é participar do início ao fim.
  • O bate-papo é informal. É bate-papo mesmo e é divertido. Não se acanhe. :-)

Bem, acho que é isso. Acho que não esqueci de nada. Se lembrar de mais alguma coisa, depois eu acrescento editando o post. Ao pessoal que já participa e que, eventualmente, passar por aqui, fique à vontade para comentar caso eu tenha esquecido de algo. Se alguém tiver alguma dúvida, pode também postar nos comentários que eu respondo.

Por fim, lembrando que os Chat Shows acontecem sempre às segundas-feiras, por volta das 9 da noite – mas visite o blog sempre para confirmar, pois às vezes tem alguma variação de horário.

Se quiser algumas informações complementares, visite este post, com print-screens para ajudar a visualizar o processo. Também mais aqui.

[6] Comentários